Abrir menu principal

Archivo nobiliarchico brasileiro/Paranaguá (1º Visconde com grandeza e 1º Marquez de)

Archivo nobiliarchico brasileiro
José Smith de Vasconcelos e Rodolfo Smith de Vasconcelos
Paranaguá (1º Visconde com grandeza e 1º Marquez de)


PARANAGUÁ. (1º Visconde com grandeza e 1º Marquez de) Francisco Villela Barbosa. Nasceu no Rio de Janeiro em 20 de Novembro de 1769.

Falleceu nessa cidade em 11 de Setembro de 1846.

Filho do negociante Francisco Villela Barbosa, natural da cidade de Braga (Portugal), e de sua mulher D. Anna Maria da Conceição, nascida no Rio de Janeiro.

Casou com D..., e em segundas nupcias com D. Maria Nazareth de Carvalho Villela, Dama honoraria de S. M. a Imperatriz, fallecida no Rio de Janeiro em 23 de Abril de 1877, com 85 annos de idade.

Bacharel em mathematicas pela Universidade de Coimbra em 11 de Junho de 1796, foi lente da Academia Real de Marinha em 1801. Foi Deputado pela Provincia do Rio de Janeiro ás Côrtes Portuguezas de 1821 a 1822. Em 1823 pediu demissão do posto de Major de Engenheiros no Exercito Portuguez, e veio para o Brasil, onde foi nomeado Coronel de Engenheiros. Chamado 11 vezes aos Conselhos da Corôa, foi Ministro 7 vezes na pasta da Guerra, 3 vezes na dos Estrangeiros, e uma na do Imperio.

Senador e Conselheiro de Estado em 1836. Foi um dos encarregados de tratar em Portugal, o reconhecimento da Independencia do Brasil em 1825. Era membro e Vice Presidente da Academia de Sciencias de Lisboa, da Sociedade Maritima, Militar e Geographica da mesma cidade, do Instituto Historico e Geographico Brasileiro, desde 1838, etc.

Grande do Imperio, Conselheiro de Estado effectivo em 1823, foi um dos redactores da Constituição do Imperio. Era Grã-Cruz da I. Ordem de Cruzeiro.

BRAZÃO DE ARMAS: Um escudo com as armas dos Barbosas, que são: de prata, com uma banda de azul carregada de tres crescentes de oiro, entre dois leões batalhantes, de purpura, armados de prata. Timbre: um leão sainte de purpura, com um crescente das armas na espadoa, armado de prata.

CORÔA: A de Marquez.

CREAÇÃO DOS TITULOS: Visconde com grandeza por decreto de 12 de Outubro de 1824. Marquez por decreto de 12 de Outubro de 1826.