Abrir menu principal

Archivo nobiliarchico brasileiro/Porto Novo (Barão do)

Archivo nobiliarchico brasileiro
José Smith de Vasconcelos e Rodolfo Smith de Vasconcelos
Porto Novo (Barão do)


PORTO NOVO. (Barão do) Luiz de Souza Brandão. Era natural de Cantagallo, Provincia de Rio de Janeiro.

CREAÇÃO DO TITULO: Barão por decreto de 14 de Abril de 1883.

Porto seguro. Barão e 1º Visconde com grandeza de) Francisco Adolpho de Varnhagen.

Nasceu em S. João de Ipanema, em S. Paulo, em 17 de Fevereiro de 1816.

Falleceu em Vienna d′Austria em 29 de Junho de 1878, quando exercia o cargo de Ministro Plenipotenciario.

Filho do Sargento-Mór do Real Corpo de Engenheiros Frederico Luiz Guilherme de Varnhagen, administrador da Fabrica de Ferro de Ipanema, e de sua mulher D. Maria Flavia de Sá Magalhães.

Estudou em Portugal o curso de mathematicas, vindo concluil-o no Brasil. Foi em 1842 nomeado Official do Imperial Corpo de Engenheiros, do que mais tarde pediu demissão para seguir a carreira diplomatica. Em 1851 já era Encarregado de Negocios em Madrid, e serviu junto ás Republicas do Pacifico, e á Côrte de Vienna.

Historiador emerito, chorographo, geographo, poeta, dramaturgo, biographo, foi homem monumento por seus trabalhos historicos, e era tido como o primeiro historiador da Brasil.

Era Grande do Imperio, Commendador da Ordem Imperial da Rosa, Cavalleiro da Imperial Ordem de Christo, Grã-Cruz da Ordem de Santo Estanisláo, da Russia, da Corôa de Ferro da Austria, da de Izabel a Catholica, de Hespanha, e de Carlos III, tambem da Hespanha.

Membro honorario do Instituto Historico e Geographico Brasileiro, da Academia das Sciencas de Lisboa, e de muitas Sociedades litterarias e historicas.

CREAÇÃO DOS TITULOS: Barão por decreto de 24 de Julho de 1872. Visconde com grandeza por decreto de 18 de Maio de 1874.