Arte de Grammatica da Lingoa mais Vsada na Costa do Brasil/I

Arte de Grammatica da Lingoa mais Vsada na Costa do Brasil por José de Anchieta
Das letras. Cap. I
Edição de referência: Coimbra: António de Mariz (1595). páginas 1-2.
ARTE DE GRAMMATICA DA LINGVA MAIS VSADA NA COSTA DO BRASIL.

Feita pelo P. Ioſeph de Anchieta Theologo & Prouincial que foy da Companhia de IESV, nas partes do Braſil.


Das letras. Cap. I.

N

ESTA lingoa do Braſil não ha f. l. s. z. rr. dobrado nem muta com liquida, vt cra, pra, &c. Em lugar do s. in principio, ou medio dictionis ſerue, ç. com zeura, vt Açô, çatâ.

¶ Algũas partes da oração ſe acabão em til, o qual não he, m. nem, n. ainda q̃ na pronũciação diffirão pouco, vt, , Ainupa ̂̑, rua ̂̑.

¶ Não ha hũa conſoante continuada com outra na meſma dição: excepto, mb. nd. ng. vt Aimombôr, Aimondô, Aimeêng.

¶ Acrecentandoſe algũa particula depois da vltima conſoante, em que ſe acaba o verbo, o 'qual ſe faz no futuro, do Indicatiuo, no Optatiuo, nos Pręteritos impęrfeitos do Côiunctiuo; ha algua differença na pronunciação, & o vso de diuerſas partes do Braſil ſera o milhor meſtre. Por que des des Pitiguáres do Paraîba atê os Tamôyos do Rio de Janeiro pronuncião inteiros os verbos acabados em conſoante, vt Apâb, Acêm, Apên, Ajûr.

E aſsi additas as particulas dos tempos ſobre ditos interpoem i.aſpero, vt in futuro,, ne Apâbine, Acêmine, Apênine, Aiùrine.

E ainda que pareção pronunciar, Apábne, 🙰c. he pella delicadeza com que tocão o i. & ainda no meſmo preſente o exprimem as vezes, vt Apábi. O meſmo he de, temo, meímo mo, meémo, que ſe acrecẽtão aos outros, optatiuo, &c. vt Apâbitemomã, Apâbimo, 🙰c.

E tambem com a interrogatiua, , vt Ereiûripè?

¶ Os Tupìs de ſam Vicente, que ſão alem dos Tamoyos do Rio de Ianeiro, nunqua pronunciádo vltima conſoante no verbo affirmatiuo, vt pro Apâb, dizem, Apâ, pro Acêm, 🙰 Apên, Ace ̂̑,Ap ̂̑e, pronunciando o til ſomente, pro Aiúr, Aiú.

E aſsiaddita algũa parte das ſobreditas pronuncião, Apáne, Acéne, Apéne, Aiúne, Apátemo, Acétemo, Apámo, Apámeimo.

¶ Nas conſoantes, c. g. cõmumente todos pronuncião de hũa meſma maneira interpoſito i, vt Acepiâc, Acepiâcine, Aimeeng, Aimeénginé, et sic in reliquis temporibus vt ſuprâ.

No, temó, ou meimó, ou mo, 🙰c. mais parece que ſoffre o concurſo, maxime do, c. g. vt Acepiâctemo, Aimeêngmeímo.

Mas o mais vniuerſal vſo, maxime em verbos compoſtos com outros verbos, ou aduerbios, &c. he tirarſe a vltima conſoante do primeiro verbo, vt acepiâc, aipotâr, compoſto, Acepiâpotâr, Aimeêng, Aicuâb, compoſto, Aimeêncuâb.


Com Aduerbio.

Acepiâc catú, compoſto, Acepiâcatú, Aimonhâng. Memoa ̂̑. compoſto, Aimonhã Memoa ̂̑, & ſic in cæteris conſonantibus, b. m. n. r. vt ſupra, Apâcatû. Acêgatû. Apẽgatû, Aiúcatú.


¶ Nomes com a propoſição, .

¶ O meſmo concurſo ſe euita em nomes que tem o acento na penultima com a prepoſição, , que quer dizer in, os quais perdem a vltima vogal, vt ôca, caſa, ôcipe, em caſa.

Eſte, i aſpero, ainda que ſe ache eſcrito, e. vel, v he o meſmo: porque pella difficuldade que ha na pronunciação delle o que mais ſe enxerga, maxime nos que não ſão naturaes, he, e vel v, vt Ocâ, ôcupe, pro ôcipe, ánga, ángeme, pro ángime, Acepiâc, cepiáceme, pro cepiácime.