Diferenças entre edições de "Escabiosa/Sensitiva/III"

2 bytes adicionados ,  17h18min de 2 de setembro de 2009
sem resumo de edição
( nova página: {{navegar |obra=Escabiosa/Sensitiva |autor=José de Alencar |anterior=Capítulo II |posterior= |seção= |notas= }} Passada a primeira i...)
 
 
Ela notara isso e adivinhara o motivo. Boa, como era, quis desvanecer a lembrança do ridículo incidente, e sobretudo a suspeita que Sá poderia nutrir de ter ela feito de propósito o que só fora acaso. Tornou-se então menos reservada para o moço, e, a pouco e pouco, foi consentindo que ele penetrasse na sua intimidade.
 
 
******
 
 
FIM DO FRAGMENTO DE