Diferenças entre edições de "Página:A Bella Madame Vargas.djvu/113"

166 bytes adicionados ,  05h12min de 6 de abril de 2015
(555: split)
 
Estado da páginaEstado da página
-
!Páginas não revisadas
+
!Páginas revisadas
Corpo de página (em modo de transclusão):Corpo de página (em modo de transclusão):
Linha 1: Linha 1:
Acabou por amar deveras um homem digno que a pediu...
+
bõa Hortencia. Acabou por amar {{nota|devéras|deveras: realmente, muito}} um homem digno que a pediu…
   
Madame Vargas - E de repente, quando tenho a felicidade, quando a sinto ao alcance da mão, após uma vida de esforço, de sacrificio, de tormento oculto, o único momento de loucura, o único instante de esquecimento desta vida exemplar, ergue-se como o desastre.
 
   
 
{{c| <big>{{sc2|Madame Vargas}}</big> }} E de repente, quando tenho a felicidade, quando a sinto ao alcance da mão, após uma vida de esforço, de sacrificio, de tormento occulto, o unico momento de loucura, o unico instante de esquecimento desta vida exemplar, ergue-se como o desastre.
Belfort - Como?
 
   
Madame Vargas - Lembra-me a sua frase, dois meses, na legação do Japão.. "Há pequenas tolices que são grandes desastres". O senhor olhava Carlos com um frieza terrível. Compreendi que sabia, que tinha sabido.
 
   
  +
{{c| <big>{{sc2|Belfort}}</big> }} Como?
Belfort - A velhice torna infalível a observação.
 
   
  +
Madame Vargas -
 
 
{{c| <big>{{sc2|Madame Vargas}}</big> }} Lembra-me a sua frase, ha dois meses, na legação do Japão&nbsp;: «&nbsp;Há pequenas tolices que são grandes desastres.&nbsp;» O senhor olhava Carlos com uma friesa terrivel. Comprehendi que sabia, que tinha sabido.
  +
  +
 
{{c| <big>{{sc2|Belfort}}</big> }} A velhice torna infalivel a observação.
  +
  +
  +
{{NOP}}