Diferenças entre edições de "Página:A Bella Madame Vargas.djvu/214"

149 bytes adicionados ,  07h20min de 11 de abril de 2015
(555: split)
 
Estado da páginaEstado da página
-
!Páginas não revisadas
+
!Páginas revisadas
Corpo de página (em modo de transclusão):Corpo de página (em modo de transclusão):
Linha 1: Linha 1:
  +
{{c| <big>{{sc2|Carlos}}</big> }} Vais ver.
<nowiki />
 
   
Carlos - Vais ver.
 
   
Madame Vargas - Depende ainda dele. E ele não vem,. afirmo-te eu; não vem porque compreende os perigos desta gente com que vivemos, porque desconfiará de uma traição
+
{{c| <big>{{sc2|Madame Vargas}}</big> }} Depende ainda delle. E elle não vem, affirmo-te eu; não vem porque comprehende os perigos desta gente com que vivemos, porque desconfiará de uma traição…
   
Carlos - Talvez. Como é homem, porém, terá pelo menos a curiosidade de vir ver. É escusado olhares as portas. (Dando volta à chave da porta da comunicação interna). Não sairás senão para o escândalo. E eu não desejo que ninguém nos perturbe. Dentro de 50 minutos: ele, tu.e eu. A apostar como vem?
 
   
 
{{c| <big>{{sc2|Carlos}}</big> }} Talvez. Como é homem, porem, terá pelo menos a curiosidade de vir ver. É excusado olhares as portas. <small>(Dando volta a chave da porta da communicação interna).</small> Não sahirás senão para o escandalo. E eu não desejo que ninguem nos perturbe. Dentro de 50 minutos&nbsp;: elle, tu, e eu. A apostar como vem?
Madame Vargas - Que venha! Que venha! Devia vir, sim, deve vir, tem de vir! infâmias que a fatalidade ajuda. Vem mesmo, esta a chegar. E eu sei que vem, porque antes
 
  +
  +
 
{{c| <big>{{sc2|Madame Vargas}}</big> }} Que venha! Que venha! Deve vir, sim, deve vir, tem de vir! Ha infamias que a fatalidade ajuda. Vem mesmo, está a chegar. E eu sei que vem, porque {{começo de palavra hifenizada|an|antes}}