Diferenças entre edições de "Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (1990)"

stylizing introduction; cambiar design da introdução
(three indentations)
(stylizing introduction; cambiar design da introdução)
Considerando que o texto do acordo que ora se aprova resulta de um aprofundado debate nos Países Signatários,
 
{{c|
:::a República Popular de Angola,
a República Popular de Angola, {{-}} a República Federativa do Brasil, {{-}} a República de Cabo Verde, {{-}} a República da Guiné-Bissau, {{-}} a República de Moçambique, {{-}} a República Portuguesa {{-}} e a República Democrática de São Tomé e Príncipe,
:::a República Federativa do Brasil,
}}
:::a República de Cabo Verde,
 
:::a República da Guiné-Bissau,
:::a República de Moçambique,
:::a República Portuguesa
:::e a República Democrática de São Tomé e Príncipe,
 
Acordam no seguinte:
 
{{T2|Artigo 1º}}
É aprovado o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, que consta como anexo I ao presente instrumento de aprovação, sob a designação de Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (1990), e vai acompanhado da respectiva nota explicativa, que consta como anexo II ao mesmo instrumento de aprovação, sob a designação de Nota Explicativa do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (1990).
 
{{T2|Artigo 2º}}
Os Estados signatários tomarão, através das instituições e órgãos competentes, as providências necessárias com vista à elaboração, até 1<sup>o</sup> de Janeirojaneiro de 1993, de um vocabulário ortográfico comum da língua portuguesa, tão completo quanto desejável e tão normalizador quanto possível, no que se refere às terminologias científicas e técnicas.
 
{{T2|Artigo 3º}}
O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa entrará em vigor em 1<sup>o</sup> de Janeiro de 1994, após depositados os instrumentos de ratificação de todos os Estados junto do Governo da República Portuguesa.
 
{{T2|Artigo 4º}}
Os Estados signatários adoptarão as medidas que entenderem adequadas ao efectivo respeito da data da entrada em vigor estabelecida no artigo 3<sup>o</sup>.º
 
Em fé do que, os abaixo assinados, devidamente credenciados para o efeito, aprovam o presente Acordoacordo, redigido em língua portuguesa, em sete exemplares, todos igualmente autênticos.
 
 
{{c|
Assinado em Lisboa, em 16 de Dezembrodezembro de 1990.
 
 
:''Pela República Popular de Angola, {{-}} José Mateus de Adelino Peixoto'', Secretário de Estado da Cultura.
 
 
:''Pela República Federativa do Brasil, {{-}} Carlos Alberto Gomes Chiarelli'', Ministro da Educação.
 
Em fé do que os abaixo assinados, devidamente credenciados para o efeito, aprovam o presente Acordo, redigido em língua portuguesa, em sete exemplares, todos igualmente autênticos.
 
:''Pela República de Cabo Verde, {{-}} David Hopffer Almada'', Ministro da Informação, Cultura e Desportos.
Assinado em Lisboa, em 16 de Dezembro de 1990.
 
 
:''Pela República da Guiné-Bissau, {{-}} Alexandre Brito Ribeiro Furtado'', Secretário de Estado da Cultura.
<poem>
Pela República Popular de Angola:
:''José Mateus de Adelino Peixoto'', Secretário de Estado da Cultura.
 
Pela República Federativa do Brasil:
:''Carlos Alberto Gomes Chiarelli'', Ministro da Educação.
 
Pela República de CaboMoçambique, Verde:{{-}} Luís Bernardo Honwana, Ministro da Cultura.
:''David Hopffer Almada'', Ministro da Informação, Cultura e Desportos.
 
Pela República da Guiné-Bissau:
:''Alexandre Brito Ribeiro Furtado'', Secretário de Estado da Cultura.
 
:''Pela República Portuguesa, {{-}} Pedro Miguel de Santana Lopes'', Secretário de Estado da Cultura.
Pela República de Moçambique:
:''Luís Bernardo Honwana'', Ministro da Cultura.
 
Pela República Portuguesa:
:''Pedro Miguel Santana Lopes'', Secretário de Estado da Cultura.
 
Pela República Democrática de São Tomé e Príncipe:, {{-}} Lígia Silva Graça do Espírito Santo Costa, Ministra da Educação e Cultura.
}}
:''Lígia Silva Graça do Espírito Santo Costa'', Ministra da Educação e Cultura.
</poem>