Diferenças entre edições de "Só esta liberdade nos concedem"

301 bytes adicionados ,  21h58min de 22 de agosto de 2015
m
sem resumo de edição
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
m
{{navegar
Só esta liberdade nos concedem
|obra = (Só esta liberdade nos concedem)
Os deuses: submetermo-nos
|autor = Ricardo Reis
Ao seu domínio por vontade nossa
|anterior =
|posterior =
|seção =
|notas = {{integra|poema=[[Odes de Ricardo Reis]].|agrupado=1}}
}}
 
<poem>
Mais vale assim fazermos
Só esta liberdade nos concedem
Porque só na ilusão da liberdade
Os deuses: submetermo-nos
A liberdade existe.
Ao seu domínio por vontade nossa.
Mais vale assim fazermos
Porque só na ilusão da liberdade
A liberdade existe.
 
Nem outro jeito os deuses, sobre quem
O eterno fado pesa,
Usam para seu calmo e possuído
Convencimento antigo
De que é divina e livre a sua vida.
 
Nós, imitando os deuses,
Tão pouco livres como Eleseles no Olimpo,
 
Como quem pela areia
Tão pouco livres como Eles no Olimpo,
Ergue os castelos para encher os olhos,
Como quem pela areia
Ergamos a nossa vida
Ergue os castelos para encher os olhos
E os deuses saberão agradecer-nos
Ergamos a nossa vida
E os deuses saberão agradecer-nos
O sermos tão como eles.
 
{{smaller|30-7-1914}}
</poem>
 
[[Categoria:1914]]
[[Categoria:Poesia portuguesa]]
[[Categoria:Ricardo Reis]]