Diferenças entre edições de "Em Tradução:A Arte da Guerra/I"

1 byte adicionado ,  14h17min de 22 de outubro de 2006
sem resumo de edição
m
{{versículo|1|1|Sun Tzu disse: A arte da guerra é de importância vital para o Estado. É a matéria da vida e da morte, o caminho que leva à salvação ou à ruína do Império: é forçoso saber manejá-la bem. Não refletir seriamente sobre o que ela concerne é dar prova de culpável indiferença no que diz respeito à conservação ou perda do que nos é mais querido, e isto não deve ocorrer entre nós.}}
 
{{versículo|1|2|Cinco coisas principais devem ser objetos de nossa constante meditação e de nosso cuidado, como fazem os grandes artistas que ao empreender qualquer grande obra têm presente ao espírito aquilo que propõem , e aproveitando tudo o que vêem e tudo o que entendem , não negligenciam adquirir novos conhecimentos e todos os recursos que possam conduzi-los ao êxito.}}
 
{{versículo|1|3|A primeira destas coisas é o Tao, a segunda o Tempo, a terceira o Terreno, a quarta o Comando e a quinta a Disciplina.}}
{{versículo|1|23|Se as tropas inimigas se acham bem preparadas após uma reorganização, intenta desordená-las. Se estão unidas, semeia a dissensão entre suas fileiras. Ataca o inimigo quando não está preparado, e aparece quando não te espera. Estas são as chaves da vitória para o estrategista.}}
 
{{versículo|1|24|Agora se as estimativas realizadas antes da batalha indicam vitória é porque os cálculos, que devem ser cuidadosamente efetuados, mostram que as tuas condições são mais favoráveis que as condições do inimigo. Se indicam derrota é porque mostram que as condições para a batalha são menores. Com uma avaliação cuidadosa pode-se vencer: sem ela não é possível. Muito menos oportunidade de vitória terá aquele que não realiza cálculo nenhum.}}
 
{{versículo|1|25|Graças a este método pode-se examinar qualquer situação e definir o resultado claramente.}}
Utilizador anónimo