Diferenças entre edições de "Correspondência ativa de Euclides da Cunha em 1903"

m
sem resumo de edição
m
<p>Vi no seu artigo um significado superior, sugerindo uma medida prática; subordinados à fatalidade dos acontecimentos, agravados pela nossa fraqueza atual, devemos antes, agindo inteligentemente, acompanhar a nacionalidade triunfante, preferindo o papel voluntário de aliados à situação inevitável de vencidos.</p>
<p>É o pensar dos que não desejam ser amigos ursos da Pátria, embora atraindo a pedrada patriótica dos que por aí, liricamente, a requestam numa adorável inconsciência de perigos que a rodeiam.</p>
<p>E julga-se feliz com esta perfeita uniformidade de vistas, o seu patrício admoradm<sup>or</sup>.</p>
 
<p>Euclides da Cunha</p>
<p>A significação histórica do grande agitador sertanejo que delineei apenas, ajustando-se à escola antropológica, aparece mais nítida, explicada pelas circunstâncias especiais do meio que não tive tempo de conhecer e pelo caráter essencial do indivíduo que não apreendi com segurança, dadas as causas perturbadoras que radicavam a minha observação.</p>
<p>Ao chegar encontrei reclamações de empreiteiros que me obrigam a seguir já, em viagem. ― Até muito breve, porém.</p>
<p>Creia sempre no patrício e admoradm<sup>or</sup>.</p>
 
<p>Euclides da Cunha<p>
 
==Lorena, 12 de março de 1903==
<p>Não me demorarei neste assunto, para não me delongar. Basta-me assegurar-lhe que nenhum de nós, rapazes daquele tempo, traiu aquela admiração antiga para que o sr. aquilate bem a verdadeira ufania com que recebi as suas letras.</p>
<p>Quanto aos ''Sertões'' ― aguardo tranquilo o resultado de sua leitura. Os deslizes na forma que o inquinam (o José Veríssimo inflexivelmente os denunciou) empalidecerão na escala de sinceridade com que esboço as suas páginas. Aí está o seu único valor, mas este é desmesura. Releve-me esta verdade, o Dante, para zurzir os desmandos de Florença idealizou o inferno; eu, não, para bater de frente alguns vícios do no singular momento histórico, copiei, copiei apenas, incorruptivelmente um dos seus aspectos… e não tive um Virgílio a amparar-me ante o furor dos condenados!
Não lhe devo tomar mais seu tempo que nesta ocasião pertence todo à nossa terra. Termino assegurando-lhe o meu maior apreço, a certeza e crescente admiração como comp. at.º e amoamº.</p>
 
<p>Euclides da Cunha</p>