Diferenças entre edições de "Página:Arte de Grammatica da Lingoa mais Vsada na Costa do Brasil (Anchieta 1595).djvu/35"

sem resumo de edição
m (→‎top: ajustes, replaced: <pagequality level="1" user="Giro720" /></noinclude> → <pagequality level="1" user="Giro720" />{{cabeçalho|||}}</noinclude>, ''è'' → è, & → & (3), ''j'' → j (2), j'' → ''j ( utilizando AWB)
Cabeçalho (em modo ''noinclude''):Cabeçalho (em modo ''noinclude''):
Linha 1: Linha 1:
  +
{{Cabeçalho||'''LINGOA DO BRASIL'''|'''15'''}}
{{cabeçalho|||}}
 
Corpo de página (em modo de transclusão):Corpo de página (em modo de transclusão):
Linha 1: Linha 1:
 
meſtre, tio, mãy, &c. ''xèrúb'', ''xemboeçára'', ''xètutir'',
 
meſtre, tio, mãy, &c. ''xèrúb'', ''xemboeçára'', ''xètutir'',
''xecìg'', ''&c''.
+
''xecìg'', ''🙰c''.
O ſenhor, o pai, o meſtre, &c. fas, dizem, ''Acêjára'',
 
o ſenhor de homem, & não , ''jára'' ſomente , ſenão quando de ſi meſmo ſão abſolutos, o qual ſe
 
faz cõ, m.''morô'', ou t, vt,''mbò'', amão, ''moroboeçára'',
 
o meſtre, ''teç''â, olho.
 
E quaſi todos os nomes ſe podem fazer abſolutos
 
com ''morô'', vt ''jára'' , Sñor, pode dizer ''morojára'',
 
ſem lhe por, ''acê'', antes mas iſto não he tão vzado em nomes, como em verbos, & nos verbaes,
 
ou participios que nacẽ delles, vt ''morómboeçára''.
 
Iſto ha lugar onde he como poſſeſsio rei, vt patet
 
exemplis, meu ſenhor, meu meſtre : porque onde
 
iſto não ha abſolute ſe poem como , o ladrão
 
''mond''â, o mao, ''Angaipába'', o fugidor ''Canhẽbóra''.
 
¶ Os começados por t. que ſignificão partes do
 
corpo ou couſa tocante a homem quando ſão abſolutos ſe entendem cõmummente de homẽs, vt.
 
''Tetê'', abſolute quer dizer corpo humano.
 
''Toô'', carne humana.
 
''Teç''â, olho humano.
 
''Teomboéra'', cadauer humanum.
 
''Teiía'', ajuntamento de homẽs.
 
   
  +
O ſenhor, o pay, o meſtre, &c. fas, dizem, ''Acêjára'', o ſenhor de homem, & não, ''jára'' ſomente, ſenão quando de ſi meſmo ſão abſolutos, o qual ſe faz cõ, m. ''morô'', ou, t, vt, ''mbò'', amão, ''moroboeçára'', o meſtre, ''teçâ'', olho.
O meſmo he nos de parenteſco, vt ''tamũya'', abſolute, auo de homẽs, ''teindíra'', irmaã.
 
   
  +
E quaſi todos os nomes ſe podem fazer abſolutos com ''morô'', vt ''jára'', Sñor, pode dizer ''morojára'', ſem lhe por ''acê'', antes mas iſto não he tão vzado em nomes, como em verbos, & nos verbaes, ou participios que nacẽ delles, vt ''morómboeçára''.
Algũs começados com ç. com zeura não mudão
 
  +
em r. mas tem, i por relatiuo, depois do qual aſsi
 
  +
Iſto ha lugar onde he como poſſeſsio rei, vt patet exemplis, meu ſenhor, meu meſtre: porque onde iſto não ha abſolute ſe poem como, o ladrão ''mondâ'', o mao, ''Angaipába'', o fugidor ''Canhẽbóra''.
nos nomes, como nos verbos ſẽpre ſe ſegue, x em
 
  +
lugar de ç. vt.
 
 
¶ Os começados por t. que ſignificão partes do corpo ou couſa tocante a homem quando ſão abſolutos ſe entendem cõmumente de homẽs, vt.
''Cîg'', mater.
 
  +
  +
{|
  +
  +
| ''Tetê'',
  +
 
|abſolute quer dizer corpo humano.
  +
  +
|-
  +
  +
|''Toô'',
  +
 
|carne humana.
  +
  +
|-
  +
  +
|''Teçâ'',
  +
  +
|olho humano.
  +
  +
|-
  +
  +
|''Teomboéra'',
  +
 
|cadauer humanum.
  +
  +
|-
  +
  +
|''Teiía'',
  +
 
|ajuntamento de homẽs.
  +
  +
|}
 
O meſmo he nos de parenteſco, &c ''tamũya'', abſolute, auo de homẽs, ''teindíra'', irmaã.
  +
  +
¶ Algũs começados com ç. com zeura não mudão em r. mas tem, i por relatiuo, depois do qual aſsi nos nomes, como nos verbos ſẽpre ſe ſegue, x em lugar de ç, vt.
  +
 
''Cîg'', ou ci, mater.