Diferenças entre edições de "Página:Primeiro Tratado de Santo Ildefonso.djvu/34"

 
Estado da páginaEstado da página
-
!Páginas não revisadas
+
!Páginas revisadas
Cabeçalho (em modo ''noinclude''):Cabeçalho (em modo ''noinclude''):
Linha 1: Linha 1:
  +
  +
<center>( 28 )</center>
Corpo de página (em modo de transclusão):Corpo de página (em modo de transclusão):
Linha 1: Linha 1:
  +
da Eſcritura celebrada em Saragoça a 22 de Abril de 1529, ſem que poſſa repetir couſa alguma do preço, que pagou pela venda capitulada na dita Eſcritura, nem valer-ſe de outro qualquer motivo, ou fundamento contra a Ceſsão convinda neſte Artigo.
(,3 )
 
  +
di6es da Efcritura celebrada em Sarago<ja a
 
  +
<h4 style="text-align:center">ARTIGO XXII.</h4>
22, de Abril de 1529 > fern que pofla repetir
 
  +
coufa alguma do preo, que pagou pela venda
 
  +
<font size="5">E</font>M prova da meſma união, e amizade, que tão efficazmente ſe deſeja pelos dous Auguſtos Contratantes, Sua Mageftade Catholica offerece reſtituir, e evacuar dentro de quatro mezes ſeguintes a Ratificação deſte Tratado a [[w:Ilha de Santa Catarina|Ilha de Santa Catharina]], e a parte do Continente immediato a ella, que houveſſem occupado as Armas Heſpanholas, com a Artilheria, Munições, e mais effeitos, que ſe houveſſem achado ao tempo da occupação. E Sua Mageſtade Fideliſſima em correſpondencia deſta reſtituiao promette que em tempo algum, ſeja de paz, ou de guerra, em que a Coroa de Portugal não tenha parte, como ſe eſpera, e deſeja, não conſentirá que alguma Eſquadra, ou Embarcação de guerra, ou de Commercio Eſtrangeiras, entrem no dito Porto de Santa Catharina, ou nos da ſua Coſta immediata, nem que nelles ſe abriguem, ou detenhão, eſpecialmente
capitulada na dita Efcritura, nem valer-fe de
 
outro qualquer motivo 5 on fundamento contra
 
a Cefsao convinda nefte Artigo.
 
ARTIGO XXII.
 
EM prova da mefma uniao, e amizade,
 
rque tao efficazmente fe defeja pelos dous
 
Auguftos Contratantes, Sua Mageftade Catho-
 
lica offerece reftituir, e evacuar dentro de qua-
 
tro mezes feguintes a Ratificagao defte Tratado
 
a Ilha de Santa Catharina, e a parte do Coi>
 
tinente immediato a ella, que houveffem occu-
 
pado as Armas Hefpanh-olas, com aArtilheria,
 
Muni^oes, e mais effeitos, que fe houvelfein
 
achado ao tempo da occupa<jao. E Sua Magef-
 
tade Fideliflima em correfpondencia defta ref-
 
tituiao promette que em tempo algum, feja
 
de paz, ou de g;iierra, em que a Coroa de
 
n ^ r r <*
 
rortugal nao tenha parte, como ie eipera, e
 
defeja, nao confentira que alguma Efquadra y
 
ou Embarca^ao de guerra, ou de Commercio
 
Eftrangeiras, entrem no dito Porto de Santa
 
Catharina, ou nos da fua Coila immediata,
 
nem que nelles fe abriguem 5 ou dctenhao, ef-
 
pe-
 
Rodapé (em modo ''noinclude''):Rodapé (em modo ''noinclude''):
Linha 1: Linha 1:
   
  +
{{d|pe-}}
 
<references/>
 
<references/>