Diferenças entre edições de "Refutação de todas as heresias/I/I"

82 bytes adicionados ,  19h59min de 9 de agosto de 2008
sem resumo de edição
|posterior=[[Refutação de todas as heresias/I/II|I:II]]}}
 
É dito que Tales de Mileto, um dos sete sábios<ref>Nota do Editor Original (NEO):Esses foram Periandro de Corinto (585 a.C.), Pitaco de Mitilene (570 a.C.), Tales de Mileto (548 a.C.), Sólon de Atenas (540 a.C.), Quilon de Esparta (597 a.C.), Brias de Priene e Cleóbulo de Lindos (564 a.C.).</ref>, foi quem primeiro tentou moldar um sistema de filosofia natural. Essa pessoa disse que uma coisa como a água é o princípio gerativocriador do universo, e seu fim - que para isso, solidificando e dissolvendo de novociclicamente, todas as coisastudo consistemconsiste e tem base nela; da qual também se originam terremotos, mudanças de ventoventos e movimentos atmosféricos<ref>Ou “movimentos das estrelas”.</ref>, e que todas as coisas são produzidascriadas<ref>Ou “carregadas ao longo de” (Roeper).</ref> e estão num estado de fluxo correspondente com a natureza do autor primário da geraçãocriação – e que a deidade<ref>Ou “o que é divino”. Ver ''Stromata'', de Clemente de Alexandria (pp. 461, 463, edição de Heisinus e Sylburgius). Tales, ao ser perguntado sobre o que é Deus, respondeu: “Aquilo que não tem princípio ou fim.”</ref> é aqueleaquilo que não tem nem princípio nem fim. Tales, ocupado com uma hipótesehipóteses e investigaçãode sobreinvestigar as estrelas, tornou-se o primeiro autor aos gregosgrego sobre esseeste ensinamentoassunto. E ele, tendo emenquanto vistaobservava o céu, alegou estar examinando objetos divinos, que caíram num poço; e que uma certa donzela, chamada Trata, comentando ironicamente, que enquanto tentava observar as coisas do céu, ele não sabia<ref>Ou “via”. </ref> que estavam aos seus pés. Ele viveu no tempo de Creso.
 
==Notas==
 
[[Categoria:Refutação de todas as heresias]]
[[en:Ante-Nicene Fathers/Volume V/Hippolytus/The Refutation of All Heresies/Book I/Part 3]]
2 595

edições