Página:Americanas.pdf/197


OS ORISES[1]


(FRAGMENTO)


I


Nunca as armas christans, nem do Evangelho
O lume creador, nem frecha extranha
O valle penetraram dos guerreiros
Que, entre serros altissimos sentado,

  1.     Tinha planeado uma composição de dimensões maiores, e não a levei a cabo, por intervirem outros trabalhos, que de todo me divertiram a attenção. Foi o nosso eminente poeta e litterato Parto Alegre, hoje barão de Santo Angelo, quem, ha cerca de 4 annos, me chamou a attenção para a relação de Menterroyo Mascarenhas, Os Orizes conquistados, que vem na Rev. do Inst. Hist., t. VIII.
        A asperesa dos costumes daquelle povo, habitante do sertão da Bahia, cerca de duzentas legoas da capital, sua rara energia, as circuiastancias singulares da conquista e conversão da tribu, eram certamente um quadro excellente para uma composição poetica. Ficou em fragmento, que ainda assim não quiz excluir do livro.