Página:Americanas.pdf/46


Medem-se rosto a rosto os dous contrarios
C′um sorriso feroz. Confusas vozes
Enchem subito o espaço. Não lhe é dado
Ao vencido guerreiro haver a morte
Silenciosa e triste em que se passa
Da curva rede á fria sepultura.
Meigas aves que vão de um clima a outro
Abrem placidamente as azas leves,
Não tu, guerreiro, que encaraste a morte,
Tu combate! Vencido e vencedores
Derradeiros escarneos se. arremessam;
Gritos, injúrias, convulsões de raiva,
Vivo clamor accorda os longos echos
Das penedias proximas. A clava
Do executor gyrou no ar tres vezes
E de leve cahiu na grossa espadua
Do arquejante captivo. Ja na boca,
Que o desprezo e o furor n′um riso entreabrem.
Orla de espuma alveja. Avança, corre,
Estaca... Não lhe dá mais amplo espaço
A mussurana, cujas pontas tiram
Dous mancebos robustos. Nas cavernas
Do longo peito lhe murmura o odio,
Surdo, como o rumor da terra inquieta,
Pejada de vulcões. Os labios morde,