Página:Americanas.pdf/48




XII



Na voz universal perdeu-se um grito
De piedade e terror: tão fundo entrára
Naquella alma roubada á noite escura
Raio de sol christão! Potyra foge,
Pelos bosques atonita se entranha
E pára á margem de um pequeno rio;
Pousa na relva os tremulos joelhos
E nas mimosas mãos esconde o rosto.
Não de lagrymas era aquelle sítio
Ou so de doces lagrymas choradas
De olhos que amor venceu: — macia relva,