Página:Americanas.pdf/75



Pela face cobreada
    Desce, desce com vagar
Uma lagryma: era a última
    Que lhe restava chorar.

Longo tempo alli ficara,
    Sem se mover nem fallar;
Os que a veem naquella magua
    Nem ousam de a consolar.

Depois um longo suspiro,
    E ia a moça a expirar...
O sol de todo morria
    E ennegrecia-se o ar.

Pintam-n′a de vivas cores,
    E lhe lançam um collar;[1]
Em fina esteira de junco
    Logo a vão amortalhar.

O triste pae suspirando
    Nos braços a vae tomar,
Deita-a sôbre o seu cavallo
    E a leva para enterrar.

  1.     «As moças ricas vão enfeitadas, como se ornariam para o proprio noivado.» (Ayres do Casal, Corog., 280).