Abrir menu principal


SERPENTE DE CABELLOS


A tua trança negra e desmanchada
Por sobre o corpo nú, tôrso inteiriço,
Claro, radiante de esplendor e viço,
Ah! lembra a noite de astros apagada.

Luxuria deslumbrante e avelludada
Atravez desse marmore macisso
Da carne, o meu olhar n'ella espreguiço
Felinamente, nessa trança ondeada.