Página:Broqueis.pdf/68



Passai, lembrando as sensações antigas,
Paixões que fôram já dóceis amigas,
Na luz de etérnos sóes glorificadas.

Alegrias de ha tempos! E hoje e agora,
velhas tristezas que se vão embóra
No poente da Saudade amortalhadas!...