Página:Broqueis.pdf/92



Olhos, braços e labios, mãos e seios,
Presos d'estranhos, mysticos enleios,
Já nas Magoas estão divinisados.

Mas no teu vulto ideal e penitente
Paréce haver todo o calôr vehemente
Da fébre antiga de gentis Peccados.