Abrir menu principal

Página:Escudo admiravel para os males da vida.pdf/37


que te valhaõ. Dize com o coracaõ a todos tres, o que a Deos dizia o Santo Rei David, quando se vio mais afflicto, e attribulado: Tomai as armas, e o escudo, e sahi a campo, a defender-me: Aprehende arma, & scutum, & exurge in adjutorium mihi: e descança, que te haõ de accudir, e soccorrer, como a estes seus devotos.

Chegado o tempo terrivel da morte, entaõ he, que mais que nunca has de experimentar, que esta devoçaõ he Escudo admiravel, e Torre fortissima, para te defender de teus inimigos. Entaõ qualquer soccorro he muito para estimar, quanto mais hum soccorro taõ poderoso. Entaõ quando a fraqueza dos membros augmenta a do espirito; quando os sentidos perturbados nada ajudaõ á resistencia; quando a memoria do passado, a afflicção do presente, o susto do futuro, tudo inclina á desesperaçaõ; quando os amigos naõ valem, os bens da fortuna aõ consolaõ, o mundo naõ diverte; quando todas as nossas mal

dades,