Página:Estudos hematologicos no impaludismo.pdf/16

— 15 —

Da febre amarella a therapeutica é ainda uma utopia ; está limitada a intervenção medica nessa terrivel molestia ao combate, o mais das vezes improficuo, dos symptomas, e isso porque a etio-pathogenia della é ainda completamente desconhecida. E a febre amarella deve ser levada para o interior do laberatorio, deve ser pesquizada com esforço maximo, porque fazel-o importa num sentimento de amor patrio, num dever imprescindivel de civilisação e de progresso.

O beriberi tem occupado a attenção intelligente de diversos scientistas brazileiros.

O que sobre elle está feito representa uma grande somma de trabalhos e de vantagens. Ha, porém, ainda muitos factos obscuros, solicitando as pesquizas dos mestres.

E, como estas, muitas outras especies morbidas, que por ahi caminham soberanas, ceifando vidas e inutilisando existencias, trazendo os mais accentuados abstaculos ao progredir material da nossa Patria.

O eterno problema das febres no Rio de Janeiro, pela observação clinica exclusiva, embora intelligente, jámais será resolvido. Seja ella acompanhada da experimentação bem dirigida e veremos talvez conhecida essa difflcil incognita da nossa pathologia, com as bemfazejas consequencias á saude e á conservação da vida.

O proprio impaludismo que, dos sabios de além-mar, tem merecido as mais demoradas pesquizas, porque os problemas a elle affectos são problemas de civilisação universal, poderia estar muito mais esclarecido em nosso meio scientifico.

Almeida Couto, Martins Costa e Torres Homem fôram, dos antigos, aquelles que mais profundamente estudaram a infecção palustre. O que elles fizeram tem valor, representa uma grande somma de verdade e recommenda á gratidão dos posthumos a memoria daquelles sabios eminentes.

Na actualidade o impaludismo tem merecido a attenção de alguns estudiosos.