Página:Fantina- (scenas da escravidão).pdf/123

XXXII

Roza estava preparando atraz da cosinha um barreleiro, quando Fantina passou com um jarro na mão.

Roza seguiu a Fantina para a fonte. Quando, porem, Fantina passava por uma tabôa muito coberta de limo que servia de pinguella, Roza que estava atraz fingiu escorregar, e gritando Jesus ! caiu agarrando-a pelo vestido. Fantina com o susto e a força de Roza, também cahiu sob o jarro d'agua.

Ambas ficaram molhadas e sujas de lama.

Sobiu a escada acompanhada de Roza, e ao chegar á cosinha deu á Adelina o jarro que era para o quarto da nhé-nha. Fantina foi para o quarto mudar a roupa, e justamente no momento em que tirava o vestido molhado em cujo bolço estava a chave do estojo, entrou Roza com uma chicara de café.

— Toma, filha, que molhar a estas horas pode fazer mal.