Página:Fantina- (scenas da escravidão).pdf/134

130

FANTINA

Em um domingo, perto de onze horas, quem estivesse na varanda da fazenda, e olhasse para a volta do rego que trazia agua aos engenhos.havia de ver sob um sol alto e alegre como um olho de sentinella, a figura do pai Joaquim com a foucinha ao hombro e um samburá na mão, em caminho da matta. Ao pôr do sol voltou.

Conferenciou com Rosa ensinando-lhe o modo de applicação e entregou-lhe um embrulho de raizes e cascas, que ella logo occultou nas dobras do curubá. Dizia o feiticeiro que aquelles remedios applicados simultaneamente na dose de um cabo de colher, produziam falta de appettite, grande ardor nas pernas e frieiras entre os dedos.