Página:Fantina- (scenas da escravidão).pdf/59

XIV

A's cinco horas da manhã já se viam bestas amarradas tres a tres ao redor das estacas,e silenciosamente com um ar meditabundo olhavam para os grandes balaios, como estudantes que não sabem o ponto. Estava almoçando quando Margarida veiu dizer-lhe que o Daniel se achava lá fóra. Um rapaz, muito cedo, indo ao pasto, passou por casa de Daniel e contou-lhe que vinha do Ingaseiro, e que o homem não queria sahir. Daniel perguntou particularidades e só pòde saber que D. Luzia casava-se. Frederico estava de olho na Fantina. Esta ultima noticia feriu a Daniel.

O Zé de Deus sciente disto, mastigava um duro pedaço de carne, tão duro como o problema que pretendia resolver.

— Eu quero ver, seu Zé de Deus, si com o sr. arranjo o resto do dinheiro para tirar a Fantina.D. Luzia pede dois contos para passar a carta de liberdade, e eu já tenho um conto e pouco.