Página:Fantina- (scenas da escravidão).pdf/63

XV

Naquella noite em que o Zé de Deus lançou muito pau de envolta com excommunhões sobre o burro, chegou ao Ingaseiro o Teixeira, muito amigo da casa. Estavam de prosa na sala quando o recemchegado perguntou pelo truque ; pois que desde as fogueiras de S. Pedro até aquelle dia não pegava em cartas. D. Luzia disse-lhe que podiam jogar, estavam a conta certa. D'ahi a pouco entrou Fantina muito alegresinha, com o cabello solto, formando canudos pelos hombros, um ropão branco abotoado pela frente, e estendeu em uma mesa pequena o damasco.

— Bom — disse o Teixeira — tiremos a sorte.

D. Luzia viu os olhos de Frederico mordendo-lhe asformas do seio farto de carnes lantas, e sorriu.

— Vou eu jogar com o Jucá e a Sra. comadre com o commendador Frederico, bradou o Teixeira baralhando.