Página:Há uma Gota de Sangue em Cada Poema.pdf/9


Exaltação da Paz

 

Ó paz, divina geratriz do riso,
chegai! Ó doce paz, ó meiga paz,
sócia eterna de todos os progressos,
estendei vosso manto puro e liso
por sôbre a Terra, que se esfaz!

Ó suave paz, grandiosa e linda,
chegai! Ponde, por sôbre os trágicos successos,
dos infelizes que se degiadiam,
vossa varinha de condão!
Tudo se apague! êste ódio. esta cólera infinda!
Fujam os ventos maus, que ora esfuziam;
que se vos ouça a voz, não o canhão!
Ó suave paz, ó meiga paz!...

 
7