Página:Negrinha- Contos (1920).pdf/103

                   O COLLOCADOR DE PRONOMES 101


—... é casar ! — concluiu de imprevisto o vingativo pae.

O escrevente resuscitou. Abriu os olhos e a bocca, num pasmo. Depois, tornando a si, commoveu-se e com lagrimas nos olhos disse, gaguejante:

— Beijo-lhe as mãos, coronel ! Nunca imaginei tanta generosidade em peito humano !... Agora vejo com que injustiça o julgam ahi fóra!...

Velhacamente o velho cortou-lhe o fio das expansões:

— Nada de phrases. moço. vamos ao que serve : declaro-o solennemente noivo de minha filha !

E voltando-se para dentro gritou:

— Do Carmo ! venha abraçar o teu noivo !

O escrevente piscou seis vezes e, enchendo-se de coragem, corrigiu o erro :

— Laurinha, quer o coronel dizer...

O velho fechou de novo a carranca.

— Sei onde trago o nariz, disse. Vassuncê es-