Página:Negrinha- Contos (1920).pdf/123

                       O COLLOCADOR DE PRONOMES

rectamente escrevera elle na dedicatoria "... d'aquelle que me sabe..." e nem poderia escrever d'outro modo um tão conspicuo collocador de pronomes. Máos fados intervieram, porém—até os fados conspiram contra a lingua ! — e por artimanha do diabo que os rege, empastellou-se na officina essa phrase. Vae o typographo e recompõe-na a seu modo... "d'aquelle que sabe-me as dores..." E assim saiu nos milheiros de cópias da avultada edição.

Mas não antecipemos.

Prompta a obra e paga, ia Aldrovando recebel-a naquelle dia. Que gloria ! Construira finalmente, o pedestal de sua propria immortalidade, ao lado direito dos summos cultores da lingua.

A grande idéa do livro, exposta no capitulo X — Do methodo automatico de bem collocar os pronomes — engenhosa applicação duma regra mirifica por meio da qual até os burros de carroça poderiam zurrar com grammatica, operaria como o "914" da syntaxe, limpando a lin-