Página:Obras completas de Luis de Camões II (1843).djvu/72


que Dom Gonçalo Coutinho lhe mandou pôr sobre a sepultura uma campa lisa de marmore, e nella gravar este letreiro:
AQUI JAZ LUIS DE CAMÕES,
PRINCIPE
DOS POETAS DE SEU TEMPO.
VIVEO POBRE E MISERAVELMENTE,
E ASSI MORREO
ANNO DE MDLXXIX.
ESTA CAMPA LHE MANDOU AQUI PÔR
DOM GONÇALO COUTINHO, NA QUAL SE
NÃO ENTERRARÁ PESSOA ALGUMA.
Alguns annos depois lhe mandou abrir na mesma campa Martim Gonçalves da Camara o seguinte Epitaphio:
Naso Elegis, Flaccus Lyricis, Epigrammate Marcus,
  Hic jacet heroe carmine Virgilius.
Ense simul calamoque auxit tibi, Lysia, famam.
  Unam nobilitant Mars et Apollo manum.
Castalium fontem traxit modulamine: at Indo
  Et Gangi telis obstupefecit aquas.
India mirata est, quando aurea carmina, lucrum
  Ingenii, haut gazas, ex Oriente tulit.
Sic bene de patria meruit, dum fulminat ense:
  At plus, dum calamo bellicosa facta refert.
Hunc Itali, Galli, Hispani vertere poetam:
  Quaelibet hunc vellet terra vocare suum.
Vertere fas, aequare nefas: aequabilis uni
  Est sibi: par nemo, nemo secundus erit.
Achamos em Pedro Mariz que um fidalgo Alemão escrevêra a um seu correspondente de Lisboa que lhe soubesse que sepultura tinha Camões, e