Abrir menu principal

Página:Ultimos Sonetos.pdf/103


O ASSIGNALADO


Tu és o louco da immortal loucura,
O louco da loucura mais suprêma.
A Terra é sempre a tua negra algema,
Prende-te n'ella a extrema Desventura.

Mas essa mesma algema de amargura,
Mas essa mesma Desventura extrema
Faz que tu'alma supplicando gêma
E rebente em estrellas de ternura.