Abrir menu principal

Página:Ultimos Sonetos.pdf/17


CAMINHO DA GLORIA


Este caminho é côr de rosa e é de ouro,
Estranhos roseiraes n'elle florécem,
Folhas augustas, nobres reverdécem
De acantho, myrto e sempiterno louro.

Neste caminho encontra-se o thesouro
Pelo qual tantas almas estremécem;
É por aqui que tantas almas déscem
Ao divino e fremente sorvedouro.