Página:Ultimos Sonetos.pdf/37


O GRANDE MOMENTO


Inicia-te, emfim, Alma imprevista,
Entra no seio dos Iniciados.
Espéram-te de luz maravilhados
Os Dons que vão te consagrar Artista.

Toda uma Esphéra te deslumbra a vista,
Os activos sentidos requintados.
Céos e mais céos e céos transfigurados
Abrem-te as portas da immortal Conquista.