Abrir menu principal
Materiais com encadernação em espiral são um dos tipos que mais frequentemente poderão ser reencadernados por uma biblioteca: seu custo baixo e praticidade causam diversos inconvenientes para o acondicionamento em estantes e preservação de longo prazo.

Bibliotecas ao redor do mundo adotam a prática de reencadernar seus livros quando a encadernação original é ou muito frágil ou está consideravelmente avariada, a fim de proteger as páginas contra danos que possam ser causados no acondicionamento em estantes, ou simplesmente para evitar a perda de folhas.

Em diversos momentos é tomada a decisão de se encadernar em um mesmo volume livros que foram impressos em dois ou mais volumes. Também será possível encontrar séries de livros menores encadernados em um só, ou mesmo diversos títulos independentes entre si mas com algo em comum encadernados em um só volume. Cada biblioteca toma essa decisão por um ou mais motivos diversos (acondicionamento mais fácil em estantes, a partir dos custos envolvidos na encadernação e na manutenção de seus livros impressos no momento em que tal operação se faz necessária, reduzir chances de perda de livros pequenos que podem cair em vãos entre as estantes pelo manuseio normal das prateleiras etc).

Quando digitalizados, esses volumes encadernados terão a sua estrutura reproduzida em meio eletrônico.

No Wikisource, a forma recomendável de lidar com esses casos é manter a digitalização reproduzindo a forma como o livro foi encadernado. Alguns exemplos poderão ser observados na categoria que reúne desses casos.