Abrir menu principal

Archivo nobiliarchico brasileiro/Escragnolle (Barão De) Gastão (Luiz, Henrique de Robert)

Archivo nobiliarchico brasileiro
José Smith de Vasconcelos e Rodolfo Smith de Vasconcelos
Escragnolle (Barão De) Gastão (Luiz, Henrique de Robert)


ESCRAGNOLLE. (Barão de) Gastão (Luiz, Henrique de Robert) de Escragnolle.

Nasceu no Rio de Janeiro em 16 de Abril de 1821.

Falleceu nessa cidade em 1888.

Filho de Alexandre Luiz Maria de Robert de Escragnolle, conde de Escragnolle, nascido no Castello d′Escragnolle, no Departamento dos Alpes Maritimos, em França, em 1785, e falleceu a 16 de Junho de 1828, quando exercia a Commissão de Coronel Commandante e Governador das Armas no Maranhão. Veio n′armada que accompanhou D. João VI e, devotado a causa brasileira em 1822, prestou relevantes serviços ao paiz. Era condecorado com a Ordem de S. Bento de Aviz, do Cruzeiro, de S. Luiz da França, e com a Medalha do Exercito. Foi o fundador da nobre familia brasileira do seu appellido. Casou em 1810 com D. Adelaide Francisca Magdalena de Beaurepaire, nascida em 1785 e fallecida no Rio de Janeiro em 22 de Setembro de 1840; filha do Conde Amadeo de Beaurepaire, e de sua mulher D. Clara Fery.

Casou em 1845 com D. Anna Leopoldina da Silva Porto, descendente de velha familia da Provincia de Minas Geraes.

O Barão de Escragnolle, titular Brasileiro, Conde e mais tarde Marquez do mesmo titulo em França, serviu com a Barão de Caxias nas campanhas de pacificação do Maranhão em 1840, de Minas Geraes em 1842 e do Rio Grande do Sul em 1844.

Completa e irremediavel surdez obrigou-o á cortar a brilhante carreira das armas aos quarenta annos de idade, quando já Tenente-Coronel. Nomeado por D. Pedro II Administrador da Floresta Nacional da Tijuca, foi o creador do admiravel Parque Nacional que se extende pelos valles e quebradas da Serra do Andarahy.

Era Cavalleiro da Imperial Ordem de S. Bento de Aviz.

BRAZÃO DE ARMAS: Em campo de oiro uma aspa de sinople acompanhada em chefe de um roque de xadrez do mesmo, supportes, duas aguias de sua côr. Divisa: Longe feri levis aura.

CORÔA: A de Barão.

CREAÇÃO DO TITULO: Barão por decreto de 1 de Setembro de 1880.