Abrir menu principal

Archivo nobiliarchico brasileiro/Gurupy (Barão de)

Archivo nobiliarchico brasileiro
José Smith de Vasconcelos e Rodolfo Smith de Vasconcelos
Gurupy (Barão de)


GURUPY. (Barão de) Antonio Raymundo Teixeira Vieira Belfort. Nasceu no Maranhão, em 17 de Junho de 1818.

Falleceu no Rio de Janeiro.

Filho de José Joaquim Vieira Belfort, Coronel de Milicias no Maranhão, e de sua mulher D. Maria Theresa Teixeira Belfort, sua prima.

Casou com D. Augusta Carlota Bandeira Duarte, filha de Francisco de Paula Pereira Duarte, Veador de S. Magestade a Imperatriz, e Desembargador da Relação, e de sua mulher D. Carlota Joaquina Bandeira Duarte.

Bacharel em Direito, seguio a magistratura, sendo Chanceller e Desembargador da Relação no Maranhão. Foi Presidente do Supremo Tribunal de Justiça. Representou sua Provincia natal na 9ª legislatura de 1853 a 1856.

Era Guarda Roupa de S. Magestade, Fidalgo Cavalleiro da Casa Imperial, Commendador da I. Ordem da Rosa, e da I. Ordem de N. S. de Villa Viçosa, de Portugal, Cavalleiro da I. Ordem de Christo. Era Visconde de Belfort em Portugal.

BRAZÃO DE ARMAS: Escudo partido em pala: na primeira, as armas dos Souzas, dos que descendem de Martim Affonso Chichorro, e de Affonso Diniz, filhos de D. Affonso III, que casaram com duas netas de Mem Garcia de Souza, neto do Conde D. Mendo o Souz3o, — escudo esquartelado: no primeiro quartel as quinas de Portugal, sem a orla dos castellos; no segundo quartel, em campo de prata, um leão de góles; e assim os alternos; na segunda pala, as armas dos Gomes, — em campo azul, um pelicano ferindo o peito e dando aos filhos o sangue que delle corre. (Brazão passado em 6 de Abril de 1894. Reg. no Cartorio da Nobreza, Liv. VII; fls. 5).

CREAÇÃO DOS TITULOS: Barão de Gurupy por decreto de 11 de Desembro de 1855. Visconde de Belfort, em Portugal, por decreto de 12 de Setembro de 1872.