Abrir menu principal

Archivo nobiliarchico brasileiro/Itaúna (Barão e Visconde com grandeza de)

Archivo nobiliarchico brasileiro
José Smith de Vasconcelos e Rodolfo Smith de Vasconcelos
Itaúna (Barão e Visconde com grandeza de)


ITAÚNA. (Barão e Visconde com grandeza de) D.r Candido Borges Monteiro.

Nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 12 de Outubro de 1812.

Falleceu na mesma cidade, em 25 de Agosto de 1872.

Filho do Capitão de Milicias José Borges Monteiro, e de sua mulher D. Gertrudes Maria da Conceição.

Illustre cirurgião e homem politico.

Doutor em medicina pela antiga Escola Medico-Cirurgica, em 1832. Professor da Faculdade do Rio de Janeiro em 1861. Em 1848 foi Vereador da Camara Municipal da Côrte e depois seu Presidente. Foi Deputado Provincial pelo Rio de Janeiro e Geral pela mesma Provincia na 9ª legislatura de 1853 a 1856. Senador pela mesma Provincia em 1857.

Foi Ministro da pasta da Agricultura, Commercio e Obras Publicas no 25º Gabinete de 1871, cargo em que falleceu.

Era medico da Imperial Camara, Official-Mór da Casa Imperial, do Conselho de S. Magestade, Grande do Imperio, Socio do Instituto Historico e Geographico Brasileiro.

Era dignitario da I. Ordem da Rosa, Commendador da I. Ordem de Christo e da de Villa Viçosa de Portugal, da Ordem Ducal Ernestina da Saxonia, da Corôa de Ferro, da Austria.

BRAZÃO DE ARMAS: Escudo esquartelado: no primeiro as armas dos Borges, — de góles, um leão de oiro batalhante, armado de preto, e uma bordadura de azul semeada de dez flôres de liz de oiro; no segundo, as armas dos Monteiros, de prata com tres buzinas de preto em roquete, com bocaes de oiro e cordões vermelhos; e assim os contrarios.

CORÔA: A de Conde.

CREAÇÃO DOS TITULOS: Barão por decreto de 7 de Outubro de 1867. Visconde com grandeza por decreto de 18 de Julho de 1872.