Abrir menu principal

Archivo nobiliarchico brasileiro/Jerumirim (Visconde com grandeza de)

Archivo nobiliarchico brasileiro
José Smith de Vasconcelos e Rodolfo Smith de Vasconcelos
Jerumirim (Visconde com grandeza de)


JERUMIRIM. (Visconde com grandeza de) Francisco Cordeiro da Silva

Torres e Alvim.

Nasceu na Villa de Ourem, em Portugal, antigo solar de sua illustre familia,

em 24 de Fevereiro de 1775.

Falleceu no Rio de Janeiro, em 8 de Maio de 1856.

Filho de Antonio de Souza Mello e Alvim, senhor dos morgados de Olaia,

Cadaval e Painho, e de sua mulher D. Maria Barbara da Silva Torres, da

nobre familia dos morgados de Sanguinhal.

Casou em 1806 com D. Sophia Albertina, em 1as nupcias; filha do D.r Cornelio

Queen, e em segundas nupcias com D. Maria Candida Barreto.

Formado em mathematicas, pelo Collegio dos Nobres, de Lisboa, entrou para a Marinha portugueza, em 1797, passando em 1804 para o corpo de engenheiros, e em 1809 chegou ao Rio de Janeiro, a bordo da galera Alegria.

Promovido a Capitão, em 1811, é nomeado lente da Escola Militar, Marechal de Campo, Inspector Geral da Caixa da Amortisação, em 1827, de que foi o fundador. Foi chamado aos Conselhos da Corôa, fazendo parte do 7º Gabinete de 1827, na pasta da Guerra, tendo-a deixado ao cabo de oito dias, por que, dizia elle Um cordeiro não serve para a guerra.

Era do Conselho de S. M. o Imperador, Conselheiro de Estado, em 1824, Grande do Imperio, Veador de S. M. a Imperatriz, Grande Dignitario da I. Ordem da Rosa (1841), Official da I. Ordem do Cruzeiro, Cavalleiro da I. Ordem de S. Bento de Aviz. Foi presidente perpetuo da Sociedade Auxiliadora da Industria, primeiro Presidente, e um dos fundadores do Instituto Historico e Geographico Brasileiro.

CREAÇÃO DO TITULO: Visconde com grandeza por decreto de 2 de Desembro de 1854.