Abrir menu principal

Archivo nobiliarchico brasileiro/Nogueira da Gama (Barão e Visconde com grandeza de)

Archivo nobiliarchico brasileiro
José Smith de Vasconcelos e Rodolfo Smith de Vasconcelos
Nogueira da Gama (Barão e Visconde com grandeza de)


NOGUEIRA DA GAMA. (Barão e Visconde com grandeza de) Nicoláo Antonio Nogueira Valle da Gama.

Nasceu em Minas Geraes, em 13 de Setembro de 1802.

Falleceu na cidade de Nazareth, na Bahia, em 18 de Outubro de 1897.

Filho do Capitão-Mór Coronel José Ignacio Nogueira da Gama, e de sua

mulher D. Francisca Maria Valle de Abreu e Mello, e sobrinho do Marquez

de Baependy.

Casou com D. Maria Francisca Calmon de Silva Cabral, Dama honoraria de S. M. a Imperatriz, natural do Rio de Janeiro, filhado Desembargador Conselheiro Francisco Xavier da Silva e de sua mulher D. Anna Romana de Aragão Calmon, Condessa de Itapagipe.

Acompanhou em 1819 o futuro Imperador D. Pedro I, então Principe Real, como alferes da Guarda de Honra, na sua primeira viagem a Minas Geraes. Depois da Independencia, já em 1829, era Veador do Paço, quando chegou a segunda esposa do Imperador, e tambem quando chegou a 3ª Imperatriz, D. Theresa Christina, em 1843.

Durante a revolução mineira, commandou a Guarda Nacional, com o posto de Coronel, e entrando em lucta com os insurrectos, foi sua cabeça posta a premio por 10:000.000.

Exerceu varios cargos politicos, tendo sido Presidente da Camara Provincial de Ouro Preto, e Deputado Geral pela Provincia de Minas Geraes, na 5ª legislatura de 1843 a 1844.

Era Gentil-Homem da Imperial Camara, Fidalgo Cavalleiro da Casa Imperial, do Conselho de S. Magestade, Grande do Imperio, Mordomo-Mór Guarda Roupa e Porteiro da Imperial Camara, Cavalleiro da Imperial Ordem de Christo, Official da Imperial Ordem da Rosa, Grã-Cruz das Ordem de Villa Viçosa, de Portugal; de Santa Anna, da Russia; de Francisco José, da Austria; membro do Instituto Historico e Geographico Brasileiro, do Imperial Instituto de Agricultura, etc.

BRAZÃO DE ARMAS: Escudo partido em pala: na primeira, as armas dos Nogueiras, que são: em campo de oiro, uma banda xadrezada de prata e verde de cinco peças em cada faxa, com a ordem do meio coberta toda de uma cotica vermelha; na segunda pala, as armas dos Gamas, que são: o escudo xadrezado de oiro e vermelho de tres peças em faxa e cinco em pala, oito de oiro e sete de vermelho, estas carregadas de duas faxas de prata, e no meio das armas um escudete com a quinas de Portugal.

CORÔA: A de Conde.

CREAÇÃO DOS TITULOS: Barão por decreto de 17 de Julho de 1873. Visconde com grandeza por decreto de 8 de Agosto de 1888.