Abrir menu principal
Archivo nobiliarchico brasileiro
José Smith de Vasconcelos e Rodolfo Smith de Vasconcelos
Parima (Barão de)


PARIMA. (Barão de) Francisco Xavier Lopes de Araujo.

Nasceu na cidade de Campanha, Provincia de Minas Geraes, em 10 de Fevereiro de 1828.

Falleceu no Rio de Janeiro, em 9 de Março de 1886.

Filho do Commendador Francisco Xavier Lopes de Araujo, e de sua mulher D. Anna Luiza Xavier de Araujo.

Casou com D. Rita Emilia Alcantara de Araujo, natural do Rio Grande

do Sul.

Sentando praça no Exercito, matriculou-se na Escola Militar do Rio de Janeiro, fazendo o respectivo curso de Engenharia, que terminou em 1855, quando lhe foi conferido o gráo de bacharel em mathematicas.

Já era 1º Tenente quando seguio como Membro da Commissão Brasileira de demarcação de limites com a Estado Oriental, servindo sob as ordens do Barão de Caçapava.

Promovido a Capitão, fez o levantamento da Carta Geographica do Rio de Janeiro. Em 1865 seguio para a Guerra do Paraguay e distinguio-se nos combates de 24 de Maio, 3 e 22 de Setembro de 1866. Como Major do Corpo de Engenheiros, em 1872, foi nomeado Chefe da Commissão Mixta de demarcação de limites com o Paraguay, em 1875, da Commissão de limites da Bolivia, e em 1884, na de Venezuela.

Foi Coronel de Corpo de Engenheiros, em 1878. Ajudante e em 1884 Director do Imperial Observatorio Astronomico do Rio de Janeiro, e lente de Astronomia da Escola Central.

Era Socio do Instituto Polytechnico Brasileiro e da Sociedade de Geographia de Lisboa.

Tinha o Habito da Ordem de Christo, Commendador da Imperial Ordem da Rosa, Cavalleiro da Imperial Ordem de S. Bento de Aviz, e tinha a medalha Geral da Campanha do Paraguay, com passador de oiro, e a condecoração de 2ª classe do Busto de Bolivar, de Venezuela.

CREAÇÃO DO TITULO: Barão por decreto de 5 de Abril de 1884.