Abrir menu principal

Archivo nobiliarchico brasileiro/Penalva (Barão de)

Archivo nobiliarchico brasileiro
José Smith de Vasconcelos e Rodolfo Smith de Vasconcelos
Penalva (Barão de)


PENALVA. (Barão de) Antonio Augusto de Barros e Vasconcellos.

Nasceu na Provincia do Pará, em 13 de Desembro de 1831.

Falleceu em Paris, em 13 de Junho de 1910.

Filho do Conselheiro Desembargador Antonio de Barros e Vasconcellos e de

sua mulher D. Izabel Müller de Barros e Vasconcellos.

Casou em 24 de Novembro de 1855, na Provincia de Maranhão, com D. Rosa Maria Pinto de Magalhães, filha dos Barões de Pury Assú.

Exerceu varios cargos administrativos, tendo sido Director dos Correios no Maranhão e Inspector da thesouraria no Amazonas.

Alistando-se como voluntario, fez a campanha do Paraguay, onde foi por duas vezes ferido.

Promovido á Coronel por acto de bravura, foi Brigadeiro honorario e General do Exercito.

Representou a Provincia de Maranhão varias vezes na Assembléa Provincial e Assembléa Geral nas 15ª e 16ª legislaturas de 1872 a 1878.

Pestenceu a varias associações scientificas e foi Presidente da Société Universelle des Sauveteurs de Rome.

Era Dignitario da Imperial Ordem da Rosa e tinha as medalhas de prata de Monte-Caseros, a do Merito e Bravura Militar e a de oiro da Campanha do Paraguay.

CREAÇÃO DO TITULO: Barão por decreto de 8 de Junho de 1870.