Abrir menu principal

Archivo nobiliarchico brasileiro/Rio Bonito (3º Barão do)

Archivo nobiliarchico brasileiro
José Smith de Vasconcelos e Rodolfo Smith de Vasconcelos
Rio Bonito (3º Barão do)


RIO BONITO. (3º Barão do) José Pereira de Faro.

Nasceu na Provincia do Rio de Janeiro em 7 de Março de 1832.

Falleceu em Nova Friburgo em 2 de Fevereiro de 1899.

Filho de Joaquim José Pereira de Faro, Fidalgo Cavalleiro da Casa Imperial, Moço da Imperial Camara e Guarda Roupa de S. Magestade, e de sua mulher D. Angelica Joaquina Vergueiro, filha do Senador Nicoláo Pereira de Campos Vergueiro, membro da Regencia Provisoria de 1831 a 1835, e de sua mulher D. Maria Angelica de Vasconcellos. Neto paterno de Joaquim José Pereira de Faro, 1º Barão do Rio Bonito e de sua mulher a Baroneza D. Anna Rita de Faro.

Casou com D. Francisca Romana Larrigue de Faro. filha dos Viscondes de Rio Bonito, sua prima. Eram paes da Baroneza de S. Clemente.

Fazendeiro importante, occupou o cargo de Juiz de paz.

Fidalgo Cavalleiro da Casa Imperial, era Veador de S. M. a Imperatriz, Official da Imperial Ordem da Rosa, Commendador da Imperial Ordem de Christo, e da de N. S. da Conceição de Villa Viçosa, de Portugal.

BRAZÃO DE ARMAS: Escudo esquartelado: no primeiro as armas dos Faros, — de prata, uma aspa de vermelho carregada de cinco escudos das quinas do Reino, sem a orladuro dos castellos; no segundo, de vermelho, quatro faxas de oiro; no terceiro, as armas dos Pereiras. — de vermelho, uma cruz florida, vasia do campo; e no quarto, burilado de prata e azul com tres asnas de vermelho por cima. Timbre: o dos Faros, — um meio Cavallo branco com tres lançadas no pescoço em sangue, bridado de oiro com cabeçada e redeas de vermelho; e por differença uma brica azul com uma estrella de oiro. (Brazão passado em 20 de Maio de 1857. Reg. no Cartorio da Nobreza, Liv. VI, fls.

CORÔA: A de Barão.

CREAÇÃO DO TITULO: Barão por decreto de 13 de Agosto de 1873.