Abrir menu principal

Archivo nobiliarchico brasileiro/Sapucahy (Visconde com grandeza e Marquez de)

Archivo nobiliarchico brasileiro
José Smith de Vasconcelos e Rodolfo Smith de Vasconcelos
Sapucahy (Visconde com grandeza e Marquez de)


SAPUCAHY. (Visconde com grandeza e Marquez de) Candido José de Araujo Vianna.

Nasceu em Congonhas de Sabará, em Minas Geraes, a 15 de Setembro de 1793.

Falleceu no Rio de Janeiro em 23 de Janeiro de 1875.

Filho do Capitão-Mór Manuel de Araujo da Cunha e de sua mulher D. Marianna

Clara Vianna da Cunha, naturaes de Minas Geraes.

Casou com D. Anna Vieira de Castro Araujo Vianna, que falleceu, no Rio de

Janeiro, em 8 de Setembro de 1876.

Bacharel em direito pela Universidade de Coimbra, em 1821, occupou todos os cargos da magistratura, até o de Ministro do Supremo Tribunal de Justiça, em que se aposentou em 1860. Como Deputado por Minas Geraes, tomou assento na Assembléa Constituinte de 1823, e igualmente nas Camaras temporias, nas quatro legislaturas desde 1826 até entrar para o Senado, por escolha da Regencia, em 1839. Presidiu a Provincia de Alagôas em 1828 e a do Maranhão de 1829 a 1831. Foi Ministro da Fazenda no 3º Gabinete de 1832, da Regencia Permanente, e do Imperio no 2º Gabinete de 1841.

Foi mestre de Litteratura e Sciencias positivas de S. M. o Imperador D. Pedro II, e de suas Augustas Irmãs, nomeado em 11 de Janeiro de 1839. Em 1864 S. M. o Imperador distinguio mandando-o servir como testemunha por parte de sua Augusta Pessôa, no casamento da Serenissima Princeza D. Leopoldina com S. A. Real o Snr. Duque de Saxe.

Foi procurador fiscal do Tribunal do Thesouro Publico Nacional. Em 1850 foi nomeado Conselheiro de Estado extraordinario, passando a ordinario em 1859, e era do Conselho de S. Magestade, Grande do Imperio, Gentil-Homem da Imperial Camara, Fidalgo Cavalleiro da Casa Imperial, Dignitario das II. Ordens da Rosa e de Christo, Grã-Cruz da Ordem da Torre e Espada, de Portugal, das Ordens de S. Januario de Napoles, e da Ordem Ernestina da Casa Ducal de Saxonia. Era tambem Grão-Mestre honorario do Grande Oriente do Valle do Lavradio, e Socio fundador do Instituto Historico e Geographico Brasileiro desde 1 de Desembro de 1838, tendo sido seu Presidente durante mais de 30 annos.

CREAÇÃO DOS TITULOS: Visconde com grandeza por decreto de a de Desembro de 1854. Marquez por decreto de 15 de Outubro de 1872.