Abrir menu principal

Archivo nobiliarchico brasileiro/Villa Bella (2º Barão de)

Archivo nobiliarchico brasileiro
José Smith de Vasconcelos e Rodolfo Smith de Vasconcelos
Villa Bella (2º Barão de)


VILLA BELLA. (2º Barão de) Domingos de Souza Leão.

Nasceu na Fazenda do Genipapo, antiga Comarca de Cimbres, em Pernambuco, em 16 de Desembro de 1819.

Falleceu no Rio de Janeiro em 18 de Outubro de 1879.

Filho do Tenente-Coronel Domingos de Souza Leão e de sua mulher D. Theresa

de Jesus Coelho de Souza Leão.

Casou em primeiras nupcias com sua prima co-irmã D. Francisca Guilhermina de Souza Leão, filha do Capitão-Mór Francisco Xavier Paes de Mello Barreto, e de sua mulher D. Anna Victoria Coelho dos Santos; e em segundas nupcias com D. Maria dos Anjos Magarinos de Souza Leão, Grã-Cruz da Ordem de Santo Sepulchro e Grande Dama da Ordem de Malta, filha de D. Francisco de Borja Magarinos, Ministro plenipotenciario do Uruguay no Brasil, e de sua mulher D. Maria de Los Angelos Cervantes Magarinos.

Era Senhor dos Engenhos do Caraúna, em Jaboatão; Bacharel em direito pela Faculdade de Olinda, em 1839; foi Deputado Provincial em 1842, e Geral pela Provincia de Pernambuco na 7ª legislatura de 1848, na 9ª de 1853 e 10ª de 1857.

Presidiu a Provincia de Pernambuco em 1864, e de 1867 a 1868. Foi Ministro dos Negocios Estrangeiros no 27º Gabinete de 1878.

Era do Conselho de S. Magestade, Presidente do Instituto Archeologico e Geographico de Pernambuco (1867), Commendador da Imperial Ordem da Rosa, e da Real Ordem de Villa Viçosa, de Portugal.

BRAZÃO DE ARMAS: Escudo esquartelado: no primeiro e quarto quarteis, em campo de prata as Quinas de Portugal, póstas em aspa; no segundo o terceiro quarteis, em campo de oiro, um leão de góles rompante. Timbre: o leão das armas. (Brazão passado em 30 de Agosto de 1867. Reg. no Cartorio da Nobreza, Liv. VI, fls. 68).

CORÔA: A de Barão.

CREAÇÃO DO TITULO: Barão por decreto de 6 de Setembro de 1866.