Abrir menu principal

Carta sobre o pedido do capitão João Álvares de Matos ao Rei

Carta sobre o pedido do capitão João Álvares de Matos ao Rei relativo ao salvamento das peças de artilharia do naufrágio do galeão São Nicolau, ocorrido em 1642 ao largo da Lourinhã.
Transcrição de documento disponível no Arquivo Histórico Ultramarino


Senhor

Dis o Capitão João alvarez de mattos morador na Villa da Lourinhaã que este Serviso a Vossa magestade no Verão pasado no descobrimento das nove peças de artelharia de bronze da nao almiranta que fes naufragio naquella costa, assistindo com sua industria, e despeza de barco proprio, e gente paga muitos dias na auzencia dos capitains Pedro fernão barreto, e marcos dias neto Commissarios deste negocio E porque este supplicante quer continuar a mereçer no serviço de Vossa magestade e descobrir as mays peças neste Verão, para o que tem feito novo barco, para começar avistar as peças lhe he necessaria alguma gente do mar dos que uzão os barcos em peniche, e betas para aboyar as peças avistadas

Pede a Vossa magestade Licença para continuar este Serviço e mandado para obrigar alguns homens do mar de Peniche e lhe mande Vossa Magestade dar logo bettas por não bastar tempo e trabalho, e que com aviso seu lhe acudão logo os Busios por ser a costa brava

[Abaixo, em letra diferente]

Imforme o Provedor dos Almazens E Com seu parecer. Lisboa 12 de Junho de 643

[Mais abaixo, em outra letra diferente]

Pareceme muito justo o que o suplicante pede e muito em serviço de// Vossa magestade Sem que lhe veja couza que seja em contrario. Lisboa, 13 de junho de 643

[No verso]

Provedor dos Almazens para prover do que for necessario ao suplicante E se passe mandado para em mais na forma que pede