Abrir menu principal
(Chama-te boa, e o sentido)
por Fernando Pessoa
Quadra escrita por Fernando Pessoa. Agrupada postumamente (em 1965) como Quadras ao Gosto Popular.[*]

Chama-te boa, e o sentido
Não é bem o que eu supunha.
Boa não é apelido:
É, quando muito, alcunha.