Abrir menu principal
Lágrimas Abençoadas por Camilo Castelo Branco
Livro II, Capítulo XIV


A incredulidade tem um sorriso de escarneo para estas transfigurações. Erma do coração, e fistulada nas entranhas pela podridão do epicurismo, ri-se, ri-se, ri-se como um demente a quem ninguem contesta o direito de rir.