Luz dolorosa... (1893)



Fúlgem da Luz os Viaticos serenos,
Brancas Extrema-Uncções dos hostiarios:
As Estrellas dos limpidos Sacrarios,
A nivea Lua sobre a paz dos fenos.

Ha preludios e canticos e thrênos
Tristes, nos ares êrmos, solitarios...
E nos brilhos da Luz, vagos e varios,
Ha dôr, ha lucto, ha convulsões, venenos...


Estranhas sensações maravilhosas
Percórrem pelos calices das rosas,
Sensações sepulchraes de larvas frias...

Como que occultas áspides fléxiveis
Mórdem da Luz os gérmens inviziveis
Com o tóxico das coleras sombrias...