Página:A Menina do Narizinho Arrebitado (1920).pdf/44


40
 
A MENINA DO


lencio de cara amarrada. E, depois de meditar uns momentos, disse com grande calma:

— Estou acostumado á lucta e sei defender-me. Volta para o teu quarto e dorme socegada que esta noite mesmo castigarei os criminosos.