Página:A bandeira nacional (Eduardo Prado).pdf/41

26
Historia

rém, certo que só em 1612 publicou Brayer o seu Atlas, primeiro documento astronomico em que figura, destacada da constellação do Centauro, a constellação do Cruzeiro. Brayer publicou o seu Atlas justamente um seculo depois da morte de Amerigo Vespucci (1512). Durante a vida deste navegador, a Cruz do Sul não teve este nome. Não a conheceram como a constellação da Cruz, nem a ella jámais se referiram os primeiros navegadores da costa do Brasil.

Não ha, pois, razão alguma para a Apreciação Philosophica entender que a constellação do Cruzeiro lembra o descobrimento do Brasil.

B — «...não mais por meio de um signal que é actualmente um symbolo de divergencia (a cruz), mas por meio de uma constellação, cuja imagem só póde fomentar a mais vasta fraternidade».

Não comprehendemos porque a cruz será no Brasil um symbolo de